BTS: Spring Day & Not Today

Annyeong!

 

Pra começarmos o post de hoje quero dizer que, como a demanda de novos MVs e debuts têm sido meio grande por mês, eu decidi fazer um post no fim do mês com considerações rápidas de todos os comebacks do mês, embora ainda vá fazer posts separados pros meus MVs preferidos – ou que tiver mais a comentar, como esse aqui. Tomara que eu consiga fazer isso! Além desses posts, eu começarei a postar, a cada 15 dias, sobre um grupo diferente de k-pop (intercalando femininos e masculinos) com a intenção de divulgar a maioria de grupos possível. Tô animada com esse projeto! Torçam pra que eu consiga fazer bastante ♥

Ok, chega de papo, vamos ao que interessa!

 

Bem, cês sabem que eu amo BTS, sou army e a coisa toda, né? Então sempre que eles anunciam um comeback eu já fico animada, principalmente porque a qualidade deles aumentou consideravelmente (principalmente na produção dos MVs). Só que quando eles anunciaram um comeback pra poucos dias antes de sua turnê mundial eu fiquei preocupada – e as promoções (apresentações em TV, entrevistas e tudo o mais)? Não coincidiria com os shows? Eles vão ficar acabados! Até então pensávamos que seria somente UM vídeo e não teria promoção, mas no fim nos entregaram DOIS MVs novos e com promoções na Coreia do Sul (se não me engano a partir da semana que vem, não tenho certeza). A turnê deles já começou, então imaginem só como eles devem estar, né?

Desconsiderando o fato de que logo dois MVs seriam bem desnecessários pra agora (por todos os motivos citados acima) – até porque eles fizeram o que eu detesto, que é lançar novamente um CD já lançado (no caso, Wings) mas com a adição das músicas novas e um nome novo (lançaram com o nome de You Never Walk Alone) – devo dizer que Spring Day é uma música completamente comercial e fraca e não me convenceu, enquanto Not Today me agradou bastante – embora eu tenha esperado mais [edit: “mais” não é a palavra certa, eu esperava uma música completamente diferente na verdade, com oooutros conceitos].

Para assistir o MV clique aqui

Eu sei, amada army, dói admitir que um comeback não foi tão bom assim. Em termos de MV, Spring Day tá maravilhoso – exceto na cena em que eles estão sobre aquele monte de roupas que eles entregaram um chroma key medonho, com um recorte mal feito, nem parece que foi feito pelas mesmas pessoas que fizeram o restante do MV. Mesmo perto de Blood, Sweat & Tears o novo clipe tá maravilhoso. Adorei os figurinos e os cenários, embora não tenha entendido tudo muito bem – não li nada a respeito de teorias (não ainda), mesmo que haja muitas envolvendo um conto chamado The One Who Walk Alway From Omelas. Eu amo essa pegada de tons pasteis desse MV, sério, acho que tudo nele combina – desde as cores dos cabelos até as cenas em meio ao gelo. Não tem nada de coreografia, o que eu não gosto muito, mas tem muita história e cenas bem filmadas. Lindo!

Olha que coisa mais bizarra esse chroma key

Mas a música… muito genérica. No fim da música aqueles “oh, oh, oh” me lembraram músicas evangélicas tipo Hill Song – igual a I da Taeyeon. Depois de ouvir algumas vezes passei a gostar, li a letra e vi como é linda, e então bateu a emoção.

Eu não estou dizendo que a música seja ruim, mas eles têm músicas muito melhores que mereciam um MV lindo desses, e sem dúvidas não foi seu melhor comeback.

Para assistir o MV clique aqui

Not Today é muito boa – tanto é que está em playlists de POP do Spotify (achei o máximo!). O MV é bem mais simples do que Spring Day, e aqui o que trás a emoção são os backing dancers e a coreografia INCRÍVEL. É sério, fico impressionada como eles sempre se superam nas coreografias. Eu vi uns pedaços da coreografia de Spring Day que também tá maravilhosa, mas Not Today tá de cair o c* da bunda. Se eu achava Fire rápida e elaborada é porque não tinha visto esta ainda. Mais uma coreografia do BTS que eu não vou conseguir dançar HAHAHAHA – sad~~

 

Agora, lá vem a pergunta que não quer calar: o que aconteceu com as linhas solos de Jin e J-Hope que desapareceram?

Jin e J-Hope, respectivamente

Jin é o visual do grupo, e isso poderia explicar sua ausência de linhas solos – o que não explica, afinal, ser visual não impede ninguém de cantar, em nenhum grupo que eu já tenha visto. Já J-Hope é o dançarino principal – o que também poderia explicar mas não explica, já que dançar não impede ninguém de cantar (todos os outros membros também dançam) e ele é a p@#*% de um rapper. Gente, não tem o que dizer em defesa: cagaram pros dois nesses comebacks. Em Not Today, Jin tem somente UM close durante todo o MV. Em suas linhas solo – que se limitam a cantar “Not today” umas três vezes durante o fim dos refrões – ele sequer toma a posição central da coreografia (no pouco que deu pra ver da coreografia, é isso), e o mesmo acontece com J-Hope em uma parte de suas linhas solos – “Gyeonwo chong! Jojun! Balsa!”.

Eu juro que entendo que Jungkook ser o cantor principal e o Rap Monster ser o rapper principal faz com que, consequentemente, eles tenham mais linhas, mas isso não explica porque Jin tem tão poucas linhas em ambas as músicas (e em praticamente todas as outras) e J-Hope não tenha nem sequer uma linha solo em Spring Day. Nem umazinha! “Ai mas ele canta todo o backing vocal” miga, não tenta defender, todo mundo quer ter sua linha solo. “Mas se ele estivesse infeliz com isso ele saía do grupo e pronto” HAHAHAHA faz-me rir, é cada argumento pra defender que eu vejo que meu deus.

 

Não é de hoje que eles são meio que postos de lado, mas nunca havia sido tão evidente. Pelo que eu vi, ao vivo, J-Hope canta uma parte das linhas solos de Rap Monster em Spring Day, o que me faz ficar menos brava, mas ainda assim é muito injusto. Poxa vida, eles são um grupo, as linhas deveriam ser dividas igualmente – ou o mais próximo disso.

Eu fiquei tão feliz que, em BS&T, J-Hope teve uma parte considerável da música – embora Jin quase não tenha tido linhas, assim como em Fire também. Mas nessas duas músicas eles tiveram seus segundinhos no centro da coreografia e também tiveram cenas nos MVs e quem é biased (fã) dos dois ficou tristinha mas nem tanto. Essa é uma parada que me incomoda muito no k-pop, mas nem tudo é perfeito, né?

Espero que tenha conseguido colocar meus pensamentos claramente aqui neste post. Eu gostaria muito que Spring Day tivesse sido como uma das músicas mais soft que eu tanto amo de BTS – é sério, escutem os albuns The Most Beautiful Moment In Life (pt 1 e 2) e vejam o que eu tô falando – mas infelizmente não foi. Pode parecer que eu tendo a gostar mais das farofas (músicas agitadas e dançantes), mas quando se trata de Bangtan Boys eu prefiro, sem sombras de dúvidas, as mais tranquilinhas – não é à toa que as minhas favoritas deles são a House of Cards, Coffie, Rain, Road, Lost, e por aí vai.

É isso! Tô aqui mandando boas vibrações pra turnê deles e pras promoções dos novos MVs, espero que consigam dar conta de tudo! De qual comeback você mais gostou? Comenta aí a sua opinião.

Atenciosamente,

A.

Deixe uma resposta